A Certifee Contato

Certifee News

08/04/2020 | Gastronomia e Nutrição

Páscoa e o consumo de pescado

Você sabe qual é o motivo de se abster de carne vermelha no período da quaresma?
Por
Ricardo Carriero
Engenheiro de Pesca
Páscoa e o consumo de pescado

 

O consumo de pescado durante a quaresma é uma tradição da cultura cristã e a Páscoa é uma das suas celebrações mais importantes, pois comemora-se a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Neste período não há o consumo de carne vermelha em dias específicos, por 40 dias (MEGACURIOSO, 2014). Mas, você sabe qual é o motivo de se abster de carne vermelha nesta época?

A resposta é a seguinte: A Quaresma é um período que tem início na Quarta-feira de Cinzas e finaliza na Quinta-feira Santa. Esse período pertence a uma liturgia em que os fiéis se preparam para a celebração da Páscoa. Durante 500 anos, na Quaresma foi mantida a tradição com o preceito de não se alimentar de carne na quarta-feira de cinzas e em nenhuma sexta-feira nos 40 dias até a Páscoa. A prática de abster-se de carne e jejuar na sexta-feira é seguida pela Igreja católica.

Esse período também é conhecido como os quarenta dias em que Cristo jejuou no deserto. A abstenção da carne vermelha representa um gesto simbólico. É um convite para uma atitude de reflexão e de purificação do corpo e da mente aos 40 dias que Jesus passou no deserto. 

E por que o pescado é “permitido”? A escolha do peixe como alimento está ligada a duas passagens Bíblicas, sendo a principal a da multiplicação dos peixes e dos pães, que era o alimento mais abundante da época. Os tempos foram passando e muitos ainda guardam a quaresma, assim, este é o período em que mais se consome peixe.

A maior preocupação das pessoas em relação ao pescado é sobre sua alta sensibilidade e rapidez em deterioração, muito inclusive devido à contaminação microbiológica.

Porém, o consumo de pescado é muito nutritivo e deveria ter maior frequência em nossa dieta o ano todo, não somente na quaresma e na semana santa. Os peixes e demais organismos aquáticos são ricos em proteína, cálcio, fósforo e ferro, e são uma fonte de ômega 3 e 6, gorduras importantíssimas ao nosso corpo.

O baixo consumo brasileiro se deve ainda à falta de conhecimento para preparo, preços elevados e  fraudes realizadas no setor. Mas, este último fator, vem reduzindo devido a um ótimo trabalho realizado pelo Ministério da Agricultura nos estabelecimentos com Serviço de Inspeção Federal (SIF) e Serviço Brasileiro de Inspeção (SISBI). Neste ano de 2020 obteve-se 94,8% de conformidade no setor, através da avaliação da espécie sendo comercializada versus a descrita na embalagem.

Para a compra, recomenda-se avaliar primeiramente o estabelecimento aonde está sendo adquirido o pescado, e então avaliar características sensoriais (olhos, brânquias, odor, cor, textura), buscar produtos de empresa com serviço de inspeção, além de outras certificações como: ASC, MSC, BAP, FSSC 22000, etc., pois essas certificações garante a origem, sustentabilidade da cadeia e a qualidade do produto final.

 

Referência: MEGACURIOSO. Quaresma: Por que algumas pessoas não comem carne nesta época? Disponível em: https://www.megacurioso.com.br/datas-comemorativas/42317-quaresma-por-que-algumas-pessoas-nao-comem-carne-nesta-epoca-.htm. Acesso em: 6 de abril de 2020.

Leia Mais