A Certifee Contato

Certifee News

26/02/2020 | Indústria de Alimentos, Serviços de Alimentação

Indústria de Alimentos: O crescimento do mercado Vegano

Atualmente 14% da população Brasileira é vegetariana ou vegana e as grandes indústrias têm buscado se adequar e produzir alimentos que atendam este público.
Por
Vivian Sguerri
Nutricionista gestora de Unidades de Alimentação e Nutrição
Indústria de Alimentos: O crescimento do mercado Vegano

Segundo a definição da Vegan Society, veganismo é um modo de viver que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra os animais - seja na alimentação, no vestuário ou em outras esferas do consumo. Portanto, no âmbito da alimentação, veganismo e vegetarianismo estrito são sinônimos (muitos hoje prezam também pelo meio ambiente e buscam uma alimentação saudável).

Um mercado de futuro promissor.

Quando pesquisamos na internet sobre mercado vegetariano e vegano, ainda há muito a crescer.

Não se encontram muitos dados concretos sobre o crescimento desse público no Brasil. Segundo uma pesquisa de 2018 (uma das poucas publicadas), cerca de 14% (IBOPE) da população é vegetariana ou vegana, um número ainda pequeno, porém muito significativo para a indústria de alimentos, que está procurando se adequar e produzir alimentos para este público.

Existem no Brasil hoje, cerca de 240 restaurantes vegetarianos ou veganos e cada vez mais vemos as grandes indústrias se especializando em produzir pratos do dia a dia em sua versão vegana, como hambúrguer, empanados, salsichas, presunto, etc. todos à base de proteína vegetal, além dos leites vegetais em diferentes versões. 

Há também empresas pequenas, que atendem apenas o público vegano com seus produtos, buscando certificações de qualidade para parcerias com grandes indústrias e marcas. 

Muitas empresas buscam o selo da SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira) que atesta, não só para alimentos (como também para cosméticos, produtos de higiene, etc.) que o produto não contém ingrediente de origem animal, não testa seu produto em animais e que seus fornecedores também não testam seus produtos em animais.

Hoje são 2.300 produtos com o selo, de 600 fabricantes e fornecedores. Lembrando que o selo é apenas para o produto, e não para empresa, o que não impede a indústria de ser produtora de outros alimentos não veganos. Para mais informações, consulte https://www.svb.org.br/.

Leia Mais