A Certifee Contato

Certifee News

19/11/2019 | Gastronomia e Nutrição

Alimento seguro X Alimento saudável: Novas definições de rotulagem da ANVISA

A preocupação da indústria em produzir um alimento seguro deve vir sempre em primeiro lugar, porém, será que este alimento é saudável?
Por
Vivian Sguerri
Nutricionista gestora de Unidades de Alimentação e Nutrição
Alimento seguro X Alimento saudável: Novas definições de rotulagem da ANVISA

Quando falamos em alimentos seguros, podemos utilizar a definição abaixo:

Alimentos seguros são  os produtos obtidos, conservados, transportados, transformados, expostos à venda ou consumo e preparados em condições que garantam o controle de perigos e agentes causadores de doenças ao homem. São alimentos que não apresentam riscos de causar danos à saúde do consumidor.

 

Porém, será que este mesmo alimento seguro é também saudável?

Um alimento saudável é aquele que nos fornece as calorias e os macro e micro nutrientes necessários para o bom funcionamento de nosso organismo. Diversos fatores devem ser levados em consideração na hora de traçar um plano alimentar para um indivíduo, porém em qualquer situação necessitamos de alimentos “ricos” para a construção de nossa alimentação.

 

Notamos cada vez mais as empresas produtoras de alimentos preocupadas com a segurança dos produtos, pois é um dever colocar na mesa da população um alimento que pode ser consumido sem preocupação.

Com o intuíto de alertar a população quanto ao cosumo de alguns alimentos, a ANVISA iniciou um projeto de lei à fim de orientar o consumidor sobre a existência de açúcares, gordura saturada e sódio nos produtos, componentes estes causadores de muitas doenças crônicas não transmissíveis (as DCNT’s) como o diabetes, a pressão alta, etc. Um dos principais objetivos da revisão das atuais normas brasileiras para rotulagem é facilitar a compreensão das informações nutricionais pelo consumidor, como já discutimos no artigo http://news.certifee.com.br/artigo/ANVISA-aprova-consultas-publicas-sobre-Rotulagem-de-Alimentos.

O projeto ainda está aberto para consulta pública, porém a ideia da  ANVISA é alertar o consumidor através do rótulo, de uma maneira fácil de entender, pois infelizmente a população não sabe e não lê os rótulos dos produtos que compra (triste realidade em nosso país).

Se o projeto for aprovado, teremos o seguinte quadro (Ver Imagem 01) no rótulo, informando o consumidor se o produto tem alto valor em algum dos componentes.

 

A indústria de alimentos se preocupa com segurança, meio ambiente e diversos fatores importantes, porém a preocupação com a saudabilidade muitas vezes é deixada de lado.

Hoje no mercado observamos pequenas empresas surgindo com esse apelo “natural”, o que nos mostra e nos prova que é possível sim produzir um alimento seguro e saudável ao mesmo tempo. Pequenos produtores de verduras e frutas orgânicas, por exemplo, estão cada vez mais se destacando no mercado. Alguns supermercados com linha própria de produtos também já estão produzindo pensando na saúde de seus consumidores.

A população mundial (não falando apenas em Brasil) é carente em alimentação: não sabe escolher seus alimentos e na maioria das vezes tem preguiça de preparar algo saudável, pela praticidade encontrada no mercado em alimentos prontos (ricos em sódio e conservantes), aliados ao sedentarismo e aos maus hábitos em geral, caracterizando severos riscos à saúde.

Assim, o caminho não é parar de consumir alimentos industrializados, pelo contrário, devemos realizar boas escolhas na hora da compra... ler rótulos, entender o que estamos comprando e o que aquele alimento pode agregar à nossa saúde. Se fizermos escolhas inteligentes, forçamos algumas indústrias a investir em produtos melhores e mais saudáveis.

A indústria irá se preocupar mais com a saúde da população, oferecendo além de um alimento seguro, um alimento com valor nutricional agregado e saudável e assim todos saem ganhando.

Leia Mais