A Certifee Contato

Certifee News

16/11/2019 | Certificação de normas acreditadas pelo GFSI

A Gestão de Riscos da ISO 22000

O “risk-based thinking”, pensamento baseado em risco, permite que uma organização determine os fatores que podem fazer com que seus processos e seu Sistema de Gestão de Segurança de Alimentos se desviem dos objetivos e resultados planejados, e assim estabeleça controles para evitar ou minimizar os efeitos adversos.
Por
Lígia Tereza de Moraes Uehbe
Consultora na Certifee
A Gestão de Riscos da ISO 22000

A nova versão da ISO 22000, publicada em 2018 e traduzida para o Português em 2019, traz o conceito de “pensamento baseado em risco”, que é essencial para que uma organização alcance a eficácia em seu sistema de gestão de segurança de alimentos.

Por definição, risco é o efeito da incerteza, que pode ter efeitos positivos – gerando uma oportunidade potencial, ou negativos – gerando uma ameaça potencial.

Ainda, o documento aborda riscos em dois níveis: organizacional – relacionado ao planejamento estratégico do SGSA, e operacional – relacionado ao estudo de análise de perigos e pontos críticos de controle.

Para atender aos requisitos da ISO, a organização certificada deve planejar e implementar ações para tratar riscos organizacionais com o objetivo de aumentar a eficácia do SGSA e obter melhores resultados, de forma alinhada ao seu contexto interno e externo, ao perfil de risco do negócio, ao propósito e às necessidades e expectativas das partes interessadas.

A organização também deve planejar, implementar, controlar, manter e atualizar o APPCC, de forma a garantir que os alimentos produzidos sejam seguros no momento do consumo.

A gestão de riscos deve ser dinâmica, interativa e reativa a mudanças, de forma a promover a melhoria contínua e os resultados em SA.

Na prática, a ferramenta SWOT pode ser bastante útil para o desenvolvimento do planejamento estratégico considerando riscos e oportunidades no nível organizacional.

Leia Mais